quinta-feira, 27 de maio de 2010

Encontro de olhares que já não se complementam

Finalmente o meu olhar encontrou o teu,
que medo eu tinha deste encontro.
Não nos olhamos directamente, mas aquele olhar esguio bastou...
Senti-me estranha, apeteceu-me fugir dali,
a tua presença estava a surtir um efeito qualquer,
não sabia se continuava como estava até ali,
a sorrir com os meus amigos, a aproveitar o momento.
Olhei em volta e percebi que já nada era igual.
Já não te amo, e isso tenho a certeza,
mas voltar a olhar para a tua cara é algo que não desejo, 
não sinto falta, não quero.
Olhar para ti significa relembrar;
Relembrar o passado que tive contigo,
e este passado é tão triste, tão doloroso, tão efémero...
Como foste ingrato comigo!
A ti, nem um sorriso darei,
até ao fim dos meus dias.
E isso, tu sabes tão bem quanto eu.
Desencontramo-nos no amor
e desencontramo-nos para o resto das nossas vidas.


Alexandra Carvalho
27-05-2010
Ponta Delgada

2 comentários: