quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Talvez até te queira

https://www.facebook.com/JCarvalhoPhotography/timeline
Apetecia-me dizer
Para não voltares.
Vai embora e fica lá.
E enquanto lá estiveres
Não te lembres de mim.
Mas se o dissesse, estaria a mentir.
Nem tanto para ti, mas para mim.
Acima de tudo para mim.
Deixa-me ficar com uma versão de ti.
Aquela que mesmo à distância,
Pensa em mim.
A que diz, entusiasmado,
Vemo-nos em breve.
Quero apenas essa parte de ti.
Não a que foge, a que me afasta,
A que me desorienta.
Não nos conhecemos ainda.
Tu és chato, eu sou chata.
Somos os dois, mas não sabemos disso.
Porventura, estaremos destinados
Um ao outro, mas também ainda não sabemos disso.
Por ora, apenas te posso dizer,
Quero aquela versão, e todas as outras.


© Alexandra Carvalho

2 comentários:

  1. Depende, às vezes não convém ter as versões todas :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens
    é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
    Tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.
    Ficarei radiante se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, saiba que sempre retribuo seguido
    também o seu blog. Minhas saudações.
    António Batalha.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/
    Peregrino E Servo.

    ResponderEliminar