sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Amor nas entrelinhas


Poderia desejar muito mais,
Mas bastou-me o sorriso.
Não sou capaz,
Quero-te em silêncio,
E não sou capaz porquê?
Que barreiras criei eu à tua volta?
Racionalizo a tua presença,
Mas esmoreço com o teu olhar moreno;
Com a suavidade das tuas palavras.
Talvez jamais te sinta meu,
Mas manterei o teu sorriso,
E isso bastará por toda a vida!

© Alexandra Carvalho

2 comentários:

  1. um poema terno e cheio de amor.

    suave como seda...

    bom fim de semana.

    um beijo

    ;)

    ResponderEliminar
  2. Quanto amor incondicional!~
    Bonito.

    Beijos

    ResponderEliminar